O Quarto Onde Não se Perdem as Canções

by Melancolia Letticia

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
02:50
3.
4.
5.
6.

about

Gravado entre janeiro/14 e maio/14 no Ateliê Musical Três Dias Depois (Valinhos - SP).
Gravado, mixado, produzido e masterizado por Diego S. Arruda.
credits
released 16 August 2014

TODAS AS LETRAS POR DIEGO S. ARRUDA e THAIS S. ARRUDA
TODOS OS ARRANJOS, EFEITOS e BARULHINHOS POR DIEGO S. ARRUDA

Arte-final por GUI TRENTO
Distribuido por MOTIM RECORDS

credits

released August 16, 2014

ATENÇÃO: Infelizmente, nossa conta no Paypal é brasileira e o bandcamp não aceita pagamentos em reais, apenas em DÓLAR o que significa que brasileiros não podem comprar o download diretamente independente do cartão ser internacional ou não. A nossa solução é vocês confiarem em nosso serviço e enviarem um pagamento relativo ao preço do EP em reais através do PayPal para o e-mail takezones@gmail.com. Após a confirmação do pagamento, nós enviaremos, via email, o link para baixar as faixas em .mp3 320kbps. Pedimos desculpa pelos transtornos! - MOTIM RECORDS

tags

license

all rights reserved

about

Motim Records Valinhos, Brazil

Independent record label

contact / help

Contact Motim Records

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: O Coelho de Alice
O COELHO DE ALICE
(letra: Diego S. Arruda/Thais S. Arruda)

“ratnoc oãri sele euq saritnem san otecxe oãradnif es sale, savert sa siam aod oãn euq arp”

Agora que nada faz sentido
Resta-me apenas acostumar
Já não há por que em resistir
Agora que sou parte deste lugar...
Sei que meu atraso, lhe atormenta
Mas preciso de Alguém para conversar
Um minuto, apenas, de sua atenção.
Até a Rainha ordenar decapitar
Siga o coelho... Alice siga já...
Agora que me trouxeram aqui
Não há nada que me empeça de voltar
Já sei a quem devo servir
Para, a esta loucura, eu retornar
Eu durmo mas já vivo a sonhar
Respiro fundo, para que não doa mais
As trevas, elas se findarão
Exceto nas mentiras que eles vão te contar
Siga o coelho... Alice siga já...

Aqui o tempo passa rápido demais
Não deixe nenhum minuto para trás
Lute, pelo que acredita que é capaz
Não aceite, as desculpas, de quem nunca faz.
Track Name: Em Transe
EM TRANSE
(letra: Thais S. Arruda)

Algo guardado
No fundo da alma
Palavras como faca
Não ferem mais
Está tudo intacto
Falsas promessas
De um amanhã, melhor
Que ainda esta por vir
Tentei dizer
Pena que eu não consegui
Os trens partiram
E acenos me fizeram calar
Tentei dizer
Pena que eu não consegui
Os trens partiram
E acenos me fizeram calar
Conto os passos
Dados em falso
E eu nem sei bem
Em direção a que
Eu me procuro
Mas não vou tão depressa
Às vezes dói
Ter que se encontrar
Tentei dizer...
Eu tentei dizer...
Foi pena, que eu não consegui
Track Name: Vinte e um dias
VINTE E UM DIAS
(letra: Thais S. Arruda / Diego S. Arruda)

Eu que não vou ficar
te arrastando atrás de mim
tal como correntes
Eu que não vou ficar
te arrastando atrás de mim
tal como correntes
Você tem sete dias para se arrepender
por que o passar do tempo faz
parecer que nada aconteceu
Eu que não vou deixar tudo como está
Não quero ter em mim o que você gosta
pra não correr risco de te ver voltar
Eu que não vou deixar Tudo como esta
Não quero ter em mim o que você gosta
pra não correr risco de te ver voltar

Vinte e um dias
Para transformar tudo em hábito
porta retratos vazios
e vozes que não vou ouvir...
Insisto em correr atrás de tudo que brilha aos meus olhos
Mas sem saber o que fazer...
Quando alcançar
Eu não vou...
Acostumar-me com os dias frios
Eu não vou...
Acostumar-me em não dividi-los com você
Eu não vou...
Com os dias frios
Eu não vou...
Acostumar-me a não dividi-los com você
Nem mais um dia,
nem mais um dia,
nem mais um dia,
nem mais um dia
Track Name: Olhar pra trás
OLHAR PRA TRAS
(letra: Diego S. Arruda / Thais S. Arruda)

Lentamente como uma gota que cai
Do sangue quente que aos poucos se esvai
O Ódio aumenta, trazendo de leve a dor
Tão de repente como um raio que cai
Uma Loucura vem para devorar
Decepções iminentes
Influenciam a vida de Alguém
Não adianta, não tem como fugir
Erros vão estar lá, para te iludir
Será que a Vida só é doce, se Alguém sangrar
Eu estarei sempre lá, caso você se lembre de olhar para trás
credits
Track Name: Polka & Café Frio
POLKA & CAFÉ FRIO
(letra: Thais S. Arruda / Diego S. Arruda)

Não ouço nada, no quarto, a velha canção
Dizendo as coisas que eu sempre quis dizer
Mas agora, já não perco mais o meu tempo
Tentando explicar, o que eu queria ser
-Eu gostaria de ser, a pessoa, que estará com você
De novo, eu vejo, tudo se repetir
Tão lentamente, minha mente agora está
Enquanto tudo o que eu queria era encontrar, a paz que dentro de mim, já estava
Mas quando você sabe onde encontrar, não quer mais procurar
Por ora, só mais um gole de café
Quente ou frio, pra mim tanto faz
Nada irá preencher o que não quer
Ser mais meu e nem nunca será
Mas se eu parar de pensar qualquer coisa, besteira vai rolar
Mas se eu parar de falar, você vai querer me escutar
Mas se eu desaparecer você vai, querer me procurar
credits
Track Name: Não reclame do que não puder mudar
NÃO RECLAME DO QUE NAO QUISER MUDAR
(letra: Thais S. Arruda)

O que mais pode oferecer?
O vento leva, a marca fica.
Em seus erros para reconhecer
E vai pedir para esquecer,
Mas você mesmo não irá deixar
O que se vive hoje
É o que pensou ontem,
Cuide de seus pensamentos
Se quiser sorrir.
Você diz que não quer se arrepender
Mas foca em erros duvidas, medos,
tudo que te afasta de ver
Que o mundo é, bem maior
Basta sorrir e não reclamar
Das coisas ao redor
Não reclame do que não quiser mudar.